Cineclube “Cine Vila”


  • Contato: (62) 3371 2132
  • Email: vila.esperanca@yahoo.com.br
  • Site: http://www.vilaesperanca.org

Apresenta as terças- feiras a partir das 19 horas, o “Cine Vila”, com entrada gratuita.

O Espaço Cultural tem o apoio do ministério da Cultura e do Projeto criança esperança realizado pela rede Globo de televisão.


Cine –Teatro São Joaquim


Contato: (62) 3371 2038

Oferece a população da cidade um cinema com programação de primeira linha.

A cidade agora poderá assistir gratuitamente a filmes nacionais e clássicos estrangeiros, os filmes são exibidos nos fins de semana sempre às 20 horas.


Ponto de Cultura Janela Para o cinema II


  • Email: janelaparaocinema2.blogspot.com
  • Contato: (62) 3371 1990 / (62) 9124 3092
  • Site: http://www.casadecoracoralina.com.br

Tem como objetivo capacitar estudantes da rede pública de ensino no que concerne ao audiovisual, além de disseminar as informações necessárias através de oficinas, proporciona aos alunos da rede pública o acesso à produção de documentários e ficções; Despertar o gosto pelo cinema; Transformar textos literários em produções audiovisuais e incluir estudantes carentes na rede de produção cinematográfica.


Ponto de Cultura Imagem da Memória


Responsáveis: Lazaro  – (62) 9124 3092
Wesley Jubé – (62) 92942705

Tem como objetivo resgatar o patrimônio imaterial através da produção do vídeo com alunos da rede pública de ensino. É uma ação executada pela Cia Express’arte, através da AGEPEL, Governo do Estado de Goiás, Cultura Viva, MINC e Governo Federal.


Projeto Mulheres Coralinas


Foi criado para a formação de mulheres em áreas de criativas, como gastronomia, artesanato e a leitura, contribuindo para a conquista da autonomia intelectual e da emancipação cidadã das vilaboenses. O projeto é inspirado na vida da Poetisa Cora Coralina, a escolha da poetisa fundamenta-se em três esferas da sua vida – existencial, artística e profissional. Uma história de luta e de afirmação da mulher na sociedade.


FICA na Comunidade


É uma extensão das ações do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental durante todo ano fomentando a participação do público vilaboense e de visitantes. Com o projeto Fica na Comunidade a ação deixou de ser apenas um festival de poucos dias e passou a ser um agente fomentador e promotor de atividades culturais, ambientais e de lazer.


Projeto Cabocla Criações


O projeto Cabocla Bordando Cidadania foi iniciado com uma oficina de bordados antigos e ministrado por Milena Curado para reeducandas e reeducandos da unidade prisional de Goiás. Em 2014 recebeu prêmio nacional do IPHAN de responsabilidade social, Rodrigo Franco de Melo. O projeto mantém uma loja no centro histórico de Goiás promovendo emprego e renda para os presidiários da cidade.


Ipê Turismo Sustentável


O grande desafio do Ipê Turismo Sustentável é atuar com competência no receptivo e atendimento dos visitantes que buscam conhecer as belezas e fascínios da cidade de Goiás. Com esta finalidade foram concebidos roteiros turísticos culturais e de natureza para proporcionar ao visitante a oportunidade de viajar. Conheça o projeto Cultivando Mudanças direcionado às escolas.


Ponto de Cultura Botina Mateira


  • Contato: (62) 3371 3820 / 9651 1676
  • Responsável: Agnel

Tem como objetivo resgatar e valorizar a musica raiz e a cultura rural. Dentro deste projeto são ministrados oficinas de violão, viola e Sanfona, realiza-se também, encontros de violeiros na cidade e na zona rural, promovem debates nas escolas com o tema ligado ao meio rural; comida, festas religiosas e outros. Faz parte do projeto a elaboração de um CD com a verdadeira música sertaneja, a música “Raiz”, que será lançado ao término do projeto.


Cineclube Cidade Viva


Contato: (62) 3371 7715

Responsável:  Maria das Graças (Secretaria Municipal de Turismo e Cultura)

Traz a oportunidade para a comunidade vilaboense assistir gratuitamente filmes e documentários nacionais, que são exibidos no alto da Igreja Santa Bárbara todas as quartas-feiras a partir das 19 horas. Este projeto tem o apoio do Ministério da Cultura, Prefeitura Municipal de Goiás e IPHAN.


Escola de Artes Plásticas “Veiga Valle”


Foi fundada em 18 de maio de 1968 pelo executivo municipal, inspirada nos moldes da UFG e faculdade de belas artes de São Paulo, tendo como primeira diretora a escultora Maria Guilhermina, da escola de Belas Artes da UFG e como professores: Octo Marques, Goiandira do Couto e Odalva Guimarães.

A escultora Neusa Moraes também participou deste momento inicial como professora e tal instituição teve o apoio de pessoas interessadas no desenvolvimento cultural da região.

O nome da escola se deu em homenagem ao escultor goiano José Joaquim da Veiga Valle notável artista sacro, nascido em meia Ponte, atualmente Pirenópolis.

Para que fosse possível o funcionamento da Escola de Artes ao longo dos anos, foi realizado um convênio entre a Secretaria do Estado de Educação e a Prefeitura Municipal.

São ministrados no dia a dia, aulas de desenhos (anatomia, perspectiva), escultura, pintura e história da arte para crianças e adultos.

A Escola de Artes Plásticas “Veiga Valle”, sólido patrimônio regional, muito vem contribuindo para que Goiás continue sendo reconhecida como berço da cultura e tradições goianas.