Igreja da Matriz de Nossa Senhora do Rosário

By 22 de setembro de 2014 Culturais No Comments
pirenopolis

Considerada o maior centro de fé católica do Goiás, a Igreja da Matriz, como é conhecida, já passou pelo abandono, a revalorização historica, e o infeliz incidente de um incendio, e mais uma vez, sua reconstrução.

Sua construção teve inicio em 1728, sendo terminada em 1732, não se sabe ao certo de quem foi a iniciativa da construção e nem os colaboradores para a concretização da obra. O documento mais antigo sobre esta igreja, que se tem noticia é um registro de batismo de Jarbas Jaime, em 1732.

Existiam na igreja cinco altares, todos ornamentados com laminações de ouro. No arco do Cruzeiro existiam duas estátuas de anjos e um cortinado com franjas, ambos esculpidos em madeira, que detavam de 1770. No teto da capela-mor estava pintada a imagem da Nossa Senhora do Rosário, datada de 1864. Nas torres, havia uma pia batismal em madeira, sua pintura imitava precisamente a pedra sabão, e na torre do campanário existiam tres sinos de 1803 e 1865 e um relogio de pêndulo alemão, ainda funcionando, desde 1885. Em 2003 tudo isso se perdeu em um incendio.

Como uma fênix, a Matriz ressurgiu das cinzas tres anos após o incidente.